Sobre Garanhuns

Garanhuns é uma cidade turística nordestina diferente de tudo o que se associa ao turismo no Nordeste. Que ninguém espere encontrar mar, calor e sol escaldante: em Garanhuns, o clima é úmido, ameno e chega a fazer algum frio no inverno, quando a temperatura baixa a menos de 10 graus (a mínima histórica foi 4 graus). Com 125.000 habitantes e distando 229 Km da capital, a cidade fica a 1030 m acima do nível do mar em seu ponto mais alto.

PONTOS TURÍSTICOS

Alto Columinho
Um Santuário dedicado à São Cristóvão, com duas paredes perpendiculares de tijolos vazados, fica sobre uma das sete colinas de Garanhuns. No caminho percorrido até o Santuário, percorre-se uma via sacra com as quinze estações. Do alto, visualiza-se a beleza da paisagem da Cidade e o Alto do Magano.

Bica do Timbó
Uma bica formada pelas águas de uma nascente conhecida como "Grota do Timbó" fica a 30,7 km da sede da Cidade. Tem cerca de 1,5 metros de altura e é usada para banhos.

Casa de farinha do Castainho
Nesta casa encontram os objetos utilizados para o fabrico de farinha de maneira artesanal. Uma caixa de madeira, chamada de "cevador", a prensa, o rodeto e o forno em formato circular de alvenaria e o rodo, usado para mexer a farinha são os principais "equipamentos".

Castelo de João Capão
Construído por um trabalhador que ambicionava morar num Castelo medieval, o Castelo de João Capão fica à margem da BR-423, com entrada ao lado do Posto Nogueirão. Durante o "Festival de Inverno" o Castelo transforma-se em restaurante.

Cachoeira de Inhumas
Distante 300 metros da barragem, a cachoeira tem três quedas. A primeira tem cerca de 3 metros, a segunda tem 1,5m e a terceira tem cerca de 15 metros. O trecho superior da cachoeira, onde há piscinas naturais, é balneável.

Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti
Construção do século 19, o Centro Cultural é um exemplar da arquitetura inglesa. Tem características semelhantes às edificações da rede ferroviária.
Sua fachada tem três portas e quatro janelas, todas com treliças no alto e protegidas por meia grade de ferro batido. A antiga estação ferroviária foi restaurada e transformada, em 1979, no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. Tem Espaço para teatro, sala de história da imprensa, museu, sala de memória, casa do artesão e galeria de artes.

Cristo do Magano
Em 1954, uma imagem de Cristo crucificado, com quatro metros de altura foi esculpida pelo artista Renato Pantaleão. Fica a 1.030 metros de altitude, sobre um mirante em forma de fortaleza de pedra. É o Cristo mais alto do Brasil em relação ao nível do mar.
Espaço Cultural Luis Jardim
O Espaço é uma homenagem ao poeta, escritor, jornalista e pintor. Fica na avenida Santo Antônio. Retrata a história de Garanhuns em painéis de rara beleza.
Fonte Luminosa
Localizada na Praça Souto Filho, possui canteiros floridos e arborização acolhedora. No final da tarde, os pássaros passam pela fonte e se recolhem nas Palmeiras Imperiais.
Igreja do Timbó
A Igreja do Timbó é a mais antiga de Garanhuns. Sua construção está associada a uma imagem de Nossa Senhora de Nazareth, que teria sido trazida da Bahia por um negro escravo fugido do cativeiro, entre 1650 e 1700.
Igreja Matriz de Santo Antônio
A igreja terminou de ser construída em 1859, mas foi reconstruída em 1872. Sua fachada têm cinco portas em madeira com arcaduras de massa e elementos decorativos em massa. Há duas janelas à altura do coro, dois óculos com vitrais e torre quadrangular com um campanário. Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Construída entre 1957 e 1962 teve projeto arquitetônico do engenheiro Albert Reithler e de Pierre Reithler.
Monumento do Ipiranga
Também chamado de "pirulito", tem forma de obelisco. A obra foi feita para comemorar a independência do Brasil.
Mosteiro de São Bento
A construção, que data de 1940, foi feita em tijolo aparente e lembra os mosteiros beneditinos. Árvores grandes, como pinheiros e flamboyant, ficam em volta do mosteiro. Uma cruz em relevo numa grande torre na entrada chama a atenção. Tem claustro, cripta e uma capela moderna.
Parque Euclides Dourado
Repleto de eucaliptos a área tem cerca de oito hectares. O centro desportivo possui quadra de futsal e de basquete, pista de cooper, rampa de skate, playground e abriga também a biblioteca municipal Luís Jardim.
Parque Ruber van der Linder
O parque foi montado onde ficava a companhia de abastecimento de água e luz de Garanhuns, administrada pelo engenheiro Ruber van der Linden.
Foi reformado em 1994 e atualmente é um parque arborizado, com flores raras, lagos, fontes de água, grutas e pássaros.
Povoado do Castainho
Esta é uma comunidade negra remanescente do Quilombo dos Palmares. A área é explorada pelos membros da comunidade, que plantam milho, feijão, mandioca e fruteiras.
As 183 famílias que moram em casas de taipa ou alvenaria, preservam as tradições culturais, costumes e a experiência de trabalho coletivo. Produzem farinha, goma e puba de mandioca.
Para resgatar a tradição cultural mantêm a dança "samba de coco" e a festa "Mãe Preta". No "Festival de Inverno" o povoado sedia uma das oficinas culturais do tradicional evento.

Praça Tavares Correia
Por ser florida e gramada a Praça é um dos cartões postais da Cidade. É nesta Praça que fica o "Relógio de Flores". Há também um busto em bronze de Tavares Correia.
Relógio de Flores
Construído em 1979 na Praça Tavares Correia é o único no Norte e Nordeste. Tem quatro metros de diâmetro e funciona a cristal de quartzo. Os números são feitos com plantas e flores.


Imóveis

Mais

Fotos da cidade

Mais

Links

Mais

Fale conosco

Mais